3 de out de 2011

A História do Reiki




Mikao Usui (1865-1926), um monge japonês discípulo da escola budista Tendai, foi quem redescobriu a técnica do Reiki.  Como monge, Usui já possuía conhecimento das técnicas de cura dos antigos, que consistia em reequilibrar o fluxo energético das pessoas, chamado pelos chineses de CHI, para que o Tao (Sabedoria Universal) pudesse se realizar plenamente.

A vida de monge é um dos caminhos que levam a iluminação, pois é baseada na harmonia com o universo. A prática dea meditação, a prece, o jejum, o exercício da concentração e o estudo das leis universais fazem parte do dia-a-dia de um monge.

A escola Tendai, da qual Usui fazia parte, praticava o estudo de símbolos sagrados e uso energético. Usui já conhecia estes símbolos e sabia como usá-los, a grande questão que o levou a redescobrir o uso do Reiki, foi a vontade de saber como ativar a energia universal e seu poder de harmonização, de um modo mais simples e que pudesse ser usado por pessoas comuns.

A resposta veio através de um retiro de 21 dias, no Monte Kurana, para meditar e jejuar. No vigésimo primeiro dia Usui recebeu a iluminação, aprendendo como ativar e transmitir a energia universal pela imposição das mãos e pelos símbolos. Usui, então instalou-se em um bairro pobre, onde realizava curas e ensinava seu método.

Entre seus alunos estava Chujiro Hayashi (1878-1941), um oficial da marinha japonesa, que sistematizou o Reiki, aprimorando a técnica para uso clínico. Em sua clínica, Hayashi usava várias pessoas canalizando energia para um só paciente, pois considerava que assim a energia era potencializada. Desenvolveu ainda, o sistema de níveis para o recebimento das sintonizações e dos símbolos, que eram trocadas pela prestação de serviços dos adeptos no atendimento aos pacientes da clínica, Chujiro Hayashi é considerado o estruturador do Reiki.

No ano de 1935, uma havaiana chamada Hawayo Takata viajou para o Japão para realizar um ritual budista em homenagem ao seu falecido marido, porém, como sofria de dores abdominais e cálculos biliares submeteu-se à internação hospitalar ainda no Japão. Enquanto aguardava a operação marcada pelos médicos, a Sra. Takata ouviu uma voz interna dizer-lhe que não era necessário operar. Ela então desistiu da operação e internou-se na clínica de Reiki de Chujiro Hayashi.

Aos poucos a Sra. Takata foi se restabelecendo e procurou se informar melhor sobre aquela técnica que lhe havia curado. Decidiu aprender a técnica, ficando no Japão por dois anos. Em 1938 tornou-se Mestra, passando a transmitir e divulgar o Reiki no Ocidente.

Hawayo Takata fundou a Associação Internacional de Reiki (AIRA), e é tida como a grande propagadora da técnica do Reiki no Ocidente.

Uma História Oportuna


Para que o Reiki fosse mais bem aceito no Ocidente, a Sra. Takata contava um versão diferente da redescoberta do Reiki por Mikao Usui. Dizia ela que Usui era cristão, estudioso das religiões e diretor da Universidade de Doshisha em Kyoto no Japão, tendo viajado para os EUA, China e Índia em busca de saber como Jesus Cristo e Buda realizavam a cura de outras pessoas. Esta indagação o levou a estudar vários textos antigos, e entre eles Usui encontrou antigos escritos em sânscrito que explicavam a técnica do Reiki. Daqui pra frente a história é igual à que relatamos, mudando em um ou outro detalhe, o interessante neste fato é que apresentando Mikao Usui como cristão e professor universitário, a Sra. Takata conseguiu com que o Reiki fosse mais bem aceito no Ocidente, tornando-se uma técnica bastante conhecida e difundida atualmente.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Este é um blog do bem, que preserva a ética na net

Este blog contém imagens e textos coletados na Internet.

Caso algo publicado aqui, esteja sem identificação de autoria, peço a gentileza de informar, para que sejam dados os devidos créditos.